Perícia tentará identificar “remanescentes humanos” encontrados no AM Corpos estavam a 3,1 quilômetros do local onde os suspeitos pelo desaparecimento de Dom Philips e Bruno Pereira relataram ter ocorrido o crime.

Perícia tentará identificar “remanescentes humanos” encontrados no AM Corpos estavam a 3,1 quilômetros do local onde os suspeitos pelo desaparecimento de Dom Philips e Bruno Pereira relataram ter ocorrido o crime.

O avião com os “remanescentes humanos” encontrados no Amazonas deve chegar nesta quinta-feira (16) a Brasília. A Polícia Federal espera pelos restos mortais para iniciar o processo de identificação.

Os restos mortais foram encontrados na mesma região em que o jornalista inglês Dom Philips e o indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira desaparecem, no Vale do Javari.

Os corpos estavam a 3,1 quilômetros do local onde os suspeitos pelo desaparecimento relataram ter ocorrido o crime, mata adentro. O ministro da Justiça, Anderson Torres, confirmou à CNN na quarta-feira (15) que foram encontrados “remanescentes humanos”.

Até o momento, dois suspeitos foram detidos pela polícia. Oseney da Costa de Oliveira teve a prisão temporária de 30 dias decretada na quarta-feira (13). Já Amarildo Oliveira da Costa, também está em prisão temporária de 30 dias, confessou ter participado do assassinato da dupla e apontou o local em que havia enterrado os corpos.

Aos policiais federais, Amarildo afirmou, no entanto, que uma terceira pessoa também estaria envolvida nas mortes de Pereira e Phillips. A PF busca por este indivíduo.

Amarildo ainda confirmou aos agentes que os corpos foram esquartejados e incinerados.

Questionado sobre a motivação do crime e, segundo fontes da PF disseram à CNN, ele admitiu que Pereira e Phillips foram assassinados por conta de denúncias sobre pesca ilegal na região.

A mulher de Dom Philips, Alessandra Sampaio, declarou que “embora ainda estejamos aguardando as confirmações definitivas, este desfecho trágico põe um fim à angústia de não saber o paradeiro de Dom e Bruno. Agora podemos levá-los para casa e nos despedir com amor”.

Luis Augusto

Deixe um comentário