Restaurantes-Populares

Cresce no Maranhão casos de síndrome respiratória grave ligados à Covid-19 Pelo menos em 12 estados e no Distrito Federal houve elevação do número de pacientes com a doença

Cresce no Maranhão casos de síndrome respiratória grave ligados à Covid-19 Pelo menos em 12 estados e no Distrito Federal houve elevação do número de pacientes com a doença

O Maranhão e mais 11 estados, além do Distrito Federal registraram aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), segundo boletim Infogripe da Fiocruz.

A maioria dos casos está ligado à Covid-19, atingindo um público de idade entre 10 e 29 anos, com baixa taxa de vacinação. Na população com mais de 30 anos, o crescimento é relativamente pequeno, sendo mais expressivo e presente, desde novembro, em crianças, adolescentes e jovens adultos.

O levantamento do boletim foi realizado entre 21 e 27 de novembro com dados inseridos no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe.

No Nordeste, além do Maranhão, Bahia e Ceará registraram aumento de casos de síndrome. No Rio de Janeiro, o quadro é agravado por epidemia de gripe.

Para estudiosos a entrada da variante Ômicron no País não deve ter um impacto grande, uma vez que boa parte da população está vacinada. As variantes Gama, originaria de Manaus, e Delta, procedente da Índia, tiveram impactos diferentes em momentos distintos da vacinação no país.

Luis Augusto

Luis Augusto

Deixe um comentário