Após trair Flávio Dino, Holandinha que ser governador do Maranhão nos braços dos ‘Sarneys’

Após trair Flávio Dino, Holandinha que ser governador do Maranhão nos braços dos ‘Sarneys’

O ex-prefeito de São Luís já posou com o sarneysista ferrenho Edilázio

Com sua história política marcada por traições para alcançar o poder, Edivaldo Holanda Júnior aposta suas fichas nessa tática para tentar chegar ao Palácio dos Leões. Em 2004, quando filiado ao PTC, Holandinha como também é conhecido no meio político, chegou ao seu primeiro cargo público como vereador da Capital Maranhense, sendo reeleito para o segundo mandato em 2008, quando começou a mostrar seu perfil camaleônico, ficando como base de apoio ao então prefeito João Castelo, já falecido, e depois pulou fora do barco, para justamente ir ao embate contra o próprio Castelo que era aliado.
Considerado do baixo clero no parlamento ludovicense, ele buscou alçar voos maiores no grupo ligado a Flávio Dino e ao saudoso Dr. Jackson Lago e assim chegou à Câmara dos Deputados.
Aquela altura Edivaldo já havia conquistado a confiança do grupo liderado por Dino e deixado os degraus mais baixo da política maranhense, ganhando destaque e notoriedade política. Tanto que apoiado pelo hoje socialista e outras figuras importantes do grupo, conseguiu reunir a coligação ”Muda São Luís”, composta por partidos de esquerda, como o PCdoB, a época comandado por Flávio Dino que colocou Holandinha debaixo do braço, se empenhou para que derrotasse o prefeito João Castelo que buscava a reeleição em 2012.
Em 2016, quando sua gestão beirava um grande índice de reprovação, pela falta de condução de cidade, Edivaldo foi novamente abençoado por Dino que ”bancou” a sua campanha, mobilizou todo seu grupo político para elegê-lo  prefeito novamente, contra o então candidato Eduardo Braide.
Com uma gestão arrolada em diversos escândalos de corrupção na Saúde, suspeitas de crimes de peculato e formação de quadrilha, Holandinha deixou a prefeitura pelas portas do fundos, mostrando quem verdadeiramente é. Um traidor de carteirinha!
Depois de ter recebido tanto apoio de Flávio Dino e de todo seu grupo político, ainda em 2020, não só ficou neutro publicamente  nas eleições, segundo nos bastidores da política maranhense, como participou (operou) por debaixo dos panos das articulações que levaram Braide a vitória. Uma verdadeira traição impiedosa para quem sempre lhe estendeu a mão.
Agora em 2021, depois de seis meses de deixar o cargo de prefeito, o ‘lobo vestido em pele de cordeiro’ reaparece com seu sorriso falso, querendo disputar o cargo de governador do Maranhão, com apoio, as bênçãos e no colo Dos Sarneys.
O ex-prefeito das praças inacabadas, inclusive posou ao lado do deputado Edilázio, sarneysista ferrenho e adversário declarado de Flávio Dino, provando que de fato é um traidor, sem palavra, sem posicionamento político e melindroso cuja demonstrou a população maranhense que não merece nenhum crédito de confiança.

Luis Augusto

Deixe um comentário