Mais de mil homens são amputados por câncer de pênis entre 2019 e 2020 Levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia aponta que regiões Norte e Nordeste têm maior número de casos

Mais de mil homens são amputados por câncer de pênis entre 2019 e 2020 Levantamento realizado pela Sociedade Brasileira de Urologia aponta que regiões Norte e Nordeste têm maior número de casos

Entre 2019 e 2020, houve 6.174 diagnósticos de câncer de pênis no Brasil e 1.092 pacientes tiveram o órgão amputado, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia. Nesta segunda-feira (1º) começa o Novembro Azul, período em que as autoridades, órgãos e instituições alertam para o perigo da doença.

O câncer de pênis é menos frequente que outros tipos de enfermidade, mas costuma ser mais agressivo. A falta de higiene e o vírus HPV (papilomavírus humano), Doença Sexualmente Transmissível, são os principais fatores que podem causar esse problema.

É o tipo de câncer mais frequente em pacientes com baixas condições socioeconômicas, que não têm acesso a atendimento médico.

Casos não tratados podem resultar em morte. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) afirmou que 458 homens morreram por câncer de pênis no Brasil em 2019 e que as regiões Norte e Nordeste são as mais afetadas.

Próstata

O câncer de pênis preocupa, mas o de próstata ainda é o que mais acomete homens em todo o país. Segundo dados do Inca, ele corresponde a 29,2% dos tumores incidentes no sexo masculino e matou quase 16 mil pessoas no ano passado.

Luis Augusto

Deixe um comentário